Posso espremer espinhas ou cravos na pele? Posso espremer espinhas ou cravos na pele?

Posso espremer espinhas ou cravos na pele? Dermatologista explica os riscos dessa prática

Ninguém pode negar: lidar com espinhas e cravos é desanimador! Quando aparece um desses vilões no rosto, a vontade é usar os dedos para acabar de uma vez com eles, certo? Mas, se você tem o costume de espremer os comedões, fique sabendo que isso não é nem um pouco indicado - muito pelo contrário. A atitude pode agravar a inflamação e resultar em um quadro mais complicado. Para esclarecer de vez essa dúvida, conversamos com a dermatologista Marcelle Trindade que explicou os riscos dessa prática. Dá uma olhada!


Espremer cravos e espinhas pode trazer riscos à saúde da pele

 

Querer espremer espinhas e cravos pode parecer uma atitude normal. Mas, de acordo com a especialista, o hábito pode trazer problemas para a sua pele. “Ao espremer esses pequenos pontos podemos causar lesões no rosto que podem levar à infecção local, variando de leve a grave, além de causar também manchas”, alertou a Drª Marcelle. Por isso, quando o surgimento de cravos e espinhas é constante, o ideal é procurar um dermatologista para resolver o problema pela raiz e, assim, garantir o melhor tratamento para o seu caso. 


Como tratar os cravos e espinhas sem espremer 

 

De acordo com a dermatologista, é preciso tomar alguns cuidados para remover os cravos e as espinhas do rosto sem causar danos à pele. O primeiro deles é não espremer em casa. “Para extração completa, o ideal é fazer uma limpeza de pele com um profissional especializado por períodos determinados pelo seu dermatologista”, explicou. Além disso, a profissional revela que o uso de alguns ácidos pode melhorar o aspecto da acne e do cravo. “Os ácidos salicílico e glicólico possuem uma ação que permite a liberação de pequenos cravos, diminuindo a obstrução dos poros e também a formação de novos comedões”, afirmou. 


Pele oleosa e com acne: rotina de cuidados é a melhor solução

 

Quando se trata de espinhas e cravos, as donas de pele oleosa são, certamente, as que mais sofrem com esses incômodos. Para evitar o surgimento desses comedões, Marcelle adianta: adotar uma rotina de cuidados é a solução. “Lavar o rosto duas vezes ao dia com sabonetes específicos para pele oleosa e acneica, usar filtro solar com toque seco ou oil free e hidratante à noite são formas de conter a oleosidade da pele e, consequentemente, tratar as espinhas e os cravos”, explicou. Nesse caso, apostar em um sabonete facial com controle de oleosidade e um hidratante com antioxidante natural Vitamina C é a opção mais certeira.

 

Descubra os melhores tratamentos para cicatrizes causadas pela acne


A Dra. Marcella explica que os principais tratamentos devem ser realizados por especialistas. “Podem ser feitos peelings, microagulhamento e laser, que além de também clarear manchas, são bastante eficazes nas cicatrizes.” Além disso, o uso de protetor  solar é fundamental, já que os raios UV podem provocar o escurecimento das manchas. Assim, os dermatologistas aconselham usar um protetor solar com fator 30 ou superior diariamente. Por isso, por que não apostar em um hidratante com FPS para agilizar ainda mais a rotina?


 
 

 

7-dicas-para-voce-ficar-linda-e-saudavel-na-folia-medica

CRM: 52 1004999  

Dra. Marcele Trindade, graduada pela Escola Baiana de Medicina e Saúde Pública, dermatologista pelo Hospital Federal de Bonsucesso especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, cirurgiã dermatológica pelo Hospital Federal de Bonsucesso, preceptora colaboradora do departamento de cirurgia dermatológica do Hospital Federal de Bonsucesso.

Produtos relacionados