Espinha interna e inflamada: o que é Espinha interna e inflamada: o que é

Espinha interna e inflamada: o que é? Posso espremer? Como cuidar desse problema da pele oleosa

Entenda o que são espinhas internas e saiba como tratar esse tipo de lesão de acne!

Quem tem a pele oleosa sabe bem que as espinhas podem ser um verdadeiro pesadelo, principalmente se elas forem internas e inflamadas. Com aparência diferente da lesão comum, a espinha interna é parecida com um nódulo doloroso, avermelhado e sem abertura para drenagem. Por isso, ela é um pouquinho mais complicada de tratar e requer alguns cuidados específicos para garantir uma boa cicatrização. Pensando nisso, esclarecemos todas as dúvidas sobre o que é e como tratar a espinha interna. Veja só!


Afinal, o que é uma espinha interna e inflamada?

Como o próprio nome diz, a espinha interna é aquela que em uma camada mais profunda da pele - por isso não possui aquela pontinha branca visível como nas lesões externas. Ela surge devido ao entupimento dos poros, ou seja, o acúmulo de células mortas nesses buraquinhos que bloqueiam a passagem do sebo, formando um tampão no local em que a secreção deveria sair. Justamente por isso, elas não podem “sair” do rosto e tudo o que se pode se ver é o inchaço e vermelhidão na região inflamada. 


Pode espremer espinha interna? Veja os riscos desse hábito

A vontade de espremer a espinha interna até ela sumir pode até ser grande, mas você precisa evitar. Isso porque forçar a saída da lesão pode piorar o quadro e prejudicar a aparência da sua vez. Uma vez que esse tipo de espinha não possui abertura para o lado externo do rosto, a secreção não sairá tão facilmente e a força no aperto pode resultar em manchas e hematomas na pele. Por isso, o ideal é deixar que o seu organismo faça o trabalho por você, já que depois de alguns dias a saída da secreção da espinha interna sai naturalmente. Não vale a pena arriscar, né? 


Como cuidar de espinha interna? Confira alguns cuidados simples que podem amenizar o problema

Embora o seu organismo se encarregue de tratar a espinha interna aos poucos, existem alguns cuidados simples que podem acelerar esse processo e eliminar de vez essa inflamação. Quer saber quais? Veja os principais deles abaixo:


- Lavar o rosto com gel de limpeza específico para pele oleosa. Nesse caso, produtos com vitamina C possuem uma ação perfeita para controlar a oleosidade da pele;

- Investir em hidratante facial com fórmula matte e FPS, para evitar o efeito rebote e proteger a pele; 

- Apostar em máscara facial com vitamina C, que específica para hidratar e reequilibrar peles oleosas;

- Utilizar água micelar para remover a maquiagem diariamente. Nesse caso, produtos que combinam vitamina C com a tecnologia micelar podem ser uma boa escolha.