Pele oleosa: Conheça sobre esse tipo de pele e como tratar Pele oleosa: Conheça sobre esse tipo de pele e como tratar

Pele oleosa: quais as características e como tratar?

Pele oleosa: conheça suas características e aprenda como tratá-la. Dicas e cuidados essenciais para manter a pele saudável e livre do excesso de oleosidade. Saiba mais

A pele oleosa é uma condição que atinge muitos brasileiros, principalmente por termos um clima tropical com maior quentura e umidade, onde a pele costuma produzir mais suor e sebo. Na tentativa de diminuir a oleosidade, muitas pessoas procuram por tratamentos anti oleosidade e anti acne para diminuir o brilho da pele e ter menos tendência a ter cravos e espinhas.

Para te ajudar a entender qual o melhor tratamento para pele oleosa, convidamos a médica dermatologista Dra. Monalisa Nunes, que vai esclarecer sobre a pele oleosa é uma condição que atinge muitos brasileiros, principalmente por termos um clima tropical com maior quentura e umidade, onde a pele costuma produzir mais suor e sebo. Na tentativa de diminuir a oleosidade, muitas pessoas procuram por tratamentos anti oleosidade e anti acne para diminuir o brilho da pele e ter menos tendência a ter cravos e espinhas.


Quais são as características da pele oleosa?

A Dra. Monalisa Nunes, esclarece características sobre a pele oleosa, Pele oleosa é uma pele que logo no início do dia ou no meio do dia ela já apresenta um excesso de oleosidade que é um aumento da produção de sebo e de óleo na pele que dá uma característica de um brilho excessivo e do aumento dos poros tem os poros mais dilatados.”


O que causa a oleosidade na pele?

A dermatologista Monalisa Nunes, comenta sobre a causa de oleosidade na pele do rosto, “A oleosidade é causada por um aumento da produção de óleo e de sebo pelas glândulas sudoríparas e sebáceas respectivamente, e essa produção é determinada geneticamente e ou também influenciada por hormônios que ou medicações que a pessoa pode estar usando.”


1- Causas hormonais

Os hormônios muitas vezes são os grandes responsáveis pelo desequilíbrio da produção de óleo pelo rosto. Essas oscilações podem acontecer principalmente durante a adolescência, o período menstrual ou gravidez, o que faz com que a pele fique mais oleosa e consequentemente mais suscetível ao aparecimento das espinhas. Em casos como esse, um acompanhamento médico é necessário para monitorar os motivos das alterações hormonais e encontrar as melhores soluções para esse problema.


2- Má alimentação

A alimentação é outro fator que reflete diretamente na saúde da pele, uma alimentação rica em alimentos oleosos é mais propícia a ter uma aumento da oleosidade do rosto. Por isso, é importante manter uma alimentação saudável com alimentos ricos em vitaminas, nutrientes e minerais para garantir que esses benefícios também serão entregues para a pele.


3- Uso dos produtos errados

Outro fator que pode ser responsável pela oleosidade em excesso da pele pode ser o uso de produtos incorretos para o seu tipo de pele. Por exemplo, se uma pessoa com pele oleosa utiliza produtos específicos para a pele seca, com o passar do tempo e do uso contínuo desse tipo de produto, a pele tende a ficar mais oleosa.

Isso porque o produto não foi feito para atender as necessidades do tipo de pele oleosa, o que faz com que ele contenha ativos que muitas vezes não são indicados para pele oleosa. Por isso, manter uma rotina de skincare com os produtos indicados para o seu tipo de pele é o ideal.


4- Falta de limpeza facial

A falta de limpeza facial eficiente também pode possibilitar que a pele fique mais oleosa. Isso acontece porque o nosso rosto está em constante contato com poluição e impurezas, que são encontradas no ar. Essas pequenas partículas entram na pele tanto superficialmente quanto em áreas mais profundas. A não remoção dessas impurezas faz com que os poros do rosto fiquem entupidos colaborando para o aumento da oleosidade do rosto.

Por isso, criar uma rotina de limpeza facial é importante para garantir que sua pele esteja sempre limpa. Para isso, basta limpar a pele duas vezes ao dia, logo ao acordar e antes de dormir. Dessa forma é possível garantir que o rosto será limpo na medida necessária.

Para isso, aposte na combinação do sabonete Limpeza Facial Garnier e da Água Micelar Antioleosidade, esses dois passos proporcionam uma limpeza rápida e eficiente para o seu rosto, tudo isso sem ressecar a pele.


5- Falta de hidratação

Outro ponto que merece a sua atenção é o quanto a sua pele está sendo hidratada. Isso porque muitas vezes as glândulas sebáceas produzem mais óleo que o normal para solucionar a falta de hidratação, fazendo com que a pele não fique ressecada.

Por isso, mantenha sempre uma rotina de hidratação, tanto com produtos quanto com a ingestão de água, para garantir que a sua pele não corrija o ressecamento com a produção de óleos.

Na rotina de skincare a hidratação acontece após a limpeza facial, nesse momento você pode utilizar um creme facial ou um sérum facial para hidratar o seu rosto. O sérum facial é o produto mais recomendado para pele oleosa por conta da sua textura leve e fluída, sendo fácil de espalhar e ser absorvido pela pele. Com apenas algumas gotas é possível ter a pele hidratada e nutrida.

A linha Garnier Uniform&Matte conta com o Sérum Facial Antimarcas com Vitamina C, com ação antioleosidade, hidratante, anti marcas e de peeling natural. Enriquecido com vitamina C ele conta com ação antioxidante de combate aos radicais livres e uniformização do tom e da textura da pele. Enquanto o ácido salicílico oferece a uniformização dos poros e a niacinamida conta com a função hidratante.


6- Exposição solar sem proteção

Outro fator que pode ocasionar no aumento da oleosidade é a exposição solar sem proteção. Além do agravamento da oleosidade produzida pela pele, os raios UVA e UVB também podem trazer outros malefícios para a pele como queimaduras, manchas, envelhecimento precoce, e em casos extremos, até o câncer de pele. Por isso, o uso do protetor solar facial é essencial para garantir a saúde do rosto. Para peles oleosas, opte por aquele com ação antioleosidade, toque seco ou efeito matte.

A linha Uniform&Matte conta com os Hidratante Protetor Facial que garante hidratação e proteção contra os raios solares para o seu rosto. Disponível nas versões com cor e sem cor, você pode escolher aquele que melhor se adapta a sua rotina, para garantir proteção solar para o seu dia a dia.

Todos os protetores da linha são enriquecidos com vitamina C, trazendo os benefícios desse antioxidante também para sua proteção solar.


7- Não remover a maquiagem antes de dormir

Não remover a maquiagem antes de dormir também é um fator que contribui para o aumento da oleosidade do rosto. Isso acontece porque resíduos da maquiagem podem entrar nos poros, fazendo com que eles fiquem obstruídos e contribuindo para o aumento da oleosidade do rosto. Por isso, antes de dormir nunca se esqueça de remover a maquiagem do rosto!

Para remover a maquiagem de uma forma simples, aposte no uso da Água Micelar Antioleosidade para a remoção, porque além de da função de limpeza ela também age como demaquilante. Para uma limpeza completa, combine o uso da Água Micelar com o sabonete líquido Limpeza Facial.


Como tratar a pele oleosa?

“A pele oleosa a gente trata primeiro com o skincare, então fazendo o skincare adequado para esse tipo de pele com produtos, em gel, creme, produtos que tenham ativos bons para controle de oleosidade como por exemplo ácido salicílico, niacinamida e ácido glicólico,” aconselhou a dermatologista Monalisa Nunes.


1. Lavar o rosto duas vezes ao dia

Lavar o rosto é muito mais que uma etapa na rotina de cuidados com a pele oleosa! Entre os benefícios, a limpeza da pele ajuda a remover resíduos, restos de produtos, maquiagem e o excesso de oleosidade. Sendo assim, mesmo estando em casa, lave o rosto duas vezes ao dia um sabonete líquido que limpa profundamente e elimina a oleosidade sem agredir a pele.


2. Aplicar um protetor hidratante após a limpeza

Depois de lavar o rosto com sabonete líquido, é importante passar um protetor hidratante para prevenir o efeito rebote da oleosidade e também proteger o rosto contra os raios UVA e UVB. Se você não quer que o excesso de brilho ocorra novamente, aposte em um produto com textura matte, além dos ativos que controlam a oleosidade,como a vitamina C, que ajuda a uniformizar e reduzir as manchas na pele.

Além do produto tradicional, você também pode investir em um protetor hidratante com cor, fora todos os benefícios já citados, o cosmético protege o rosto da luz visível, emitida por aparelhos eletrônicos, janelas e lâmpadas. Sem falar que proporciona uma cobertura incrível com de uma base, que ajuda a cobrir manchas, olheiras, cicatrizes de acne e lesões de espinhas.


3. Remover a maquiagem antes de dormir

Dormir com maquiagem é uma péssima escolha para a saúde da pele, principalmente a oleosa. Isso porque os resíduos dos cosméticos obstruem os poros, favorecendo o aumento da oleosidade, podendo refletir na formação de cravos e espinhas. Para não correr esse risco, tenha o hábito de remover a make com água micelar antes de ter uma boa noite de sono.


4. Dormir 8 horas por dia

Além de ser um excelente remédio para amenizar a aparência das olheiras e o inchaço das pálpebras, dormir 8 horas ajuda a diminuir a oleosidade da pele. Esse problema causa um aumento da produção de cortisol (hormônio liberado em períodos de estresse), resultando no aumento da produção de sebo.


5. Ter uma alimentação saudável

Evitar a ingestão de alimentos gordurosos, como o chocolate, também evita o aumento da oleosidade na pele. Adote uma alimentação mais saudável e balanceada à base de legumes, frutas, verduras e carboidratos na medida certa. Você vai ver como a sua pele vai mudar para melhor.


Qual a diferença entre uma pele oleosa e uma pele mista?

Embora esses dois tipos de pele causem muitos questionamentos, existem algumas maneiras de distinguir a pele oleosa da pele mista, uma delas é através das suas características.

Pele oleosa: possui o aumento constante de oleosidade, brilho, poros dilatados, uma tendência maior à cravos e espinhas, além de manchas de acne, e com as glândulas sebáceas mais ativas por todo o rosto. Resumindo, elas são uniformemente oleosas.

Pele mista: a oleosidade nesse tipo de pele é mais concentrada na zona “T” do rosto (testa, nariz e queixo) e nas outras áreas, o rosto possui uma textura seca e sensível. Ela também costuma reagir com a mudança de temperatura, se tornando ainda mais oleosa no calor e seca durante o inverno.


Como montar uma rotina de skincare para pele oleosa?

“Uma dica pra escolher produtos de skincare para peles oleosas é além de procurar produtos que tenham no rótulo, Indicação para pele oleosa é procurar produtos que sejam mais em gel, gel creme e que sejam Oil Free não comedogênicos, que tenham esses ativos na composição, como por exemplo o ácido salicílico, o ácido glicólico e niacinamida que são ótimos ativos para controle de oleosidade,” explicou a Dra. Monalisa Nunes.


Como escolher produtos de skincare para pele oleosa?

Escolher produtos de skincare para pele oleosa requer atenção aos ingredientes e à formulação para controlar o excesso de oleosidade e prevenir problemas como acne e brilho excessivo. Se precisar de algum auxílio procure a descrição do produto ou um dermatologista para orientação.


Como evitar o aparecimento de espinhas na pele oleosa?

A dermatologista Monalisa Nunes, explica como aparecem espinhas no rosto,” A espinha é causada por uma junção de quatro fatores. Um aumento de oleosidade que vai causar um entupimento dos poros da glândula sebácea que são colonizados por uma bactéria e que gera uma infecção e fazendo a produção dessa espinha. Então é infecciosa e inflamatória. Pode estar relacionada com uso de medicações, a genética, e questões hormonais, alimentação e alguns hábitos como o uso de cosméticos inadequados por tipo de pele.”

Para evitar o aparecimento de espinhas na pele oleosa, é importante seguir uma rotina de cuidados adequada e adotar algumas práticas saudáveis, como limpeza eficaz, produtos adequados e alimentação, entre outros.