Tipos de acne: dermatologista explica cada uma Tipos de acne: dermatologista explica cada uma

Acne: dermatologista explica o que é, tratamento e tipos

Dermatologista explica quais os tipos de acne e como tratar cada um deles.

O terror de quem pele oleosa, a acne é um processo inflamatório no qual a pele não consegue eliminar o sebo de forma normal, elevando formação de glândulas sebácea e aumentando o número de produção sen na pele,na tentativa de manter herdada e sempre bela. A acne pode gerar diversos transtornos de acordo com sua gravidade, uma vez que interfere na aparência e auto estima, por tanto a família deve ser o maior apoio.

Para te explicar tudo sobre a acne, convidamos a médica dermatologista Dra. Marcele Trindade (1004999- RJ), que é membra da Sociedade Brasileira de Dermatologia do Rio de Janeiro, para te orientar sobre como tratar a acne e quais os tipos mais comuns.


O que é acne?

“Acne é uma doença da glândula sebácea e do folículo piloso causado principalmente pela obstrução do folículo piloso, impossibilitando a saída de sebo produzido pela glândula sebácea. Assim, a secreção sebácea vai se acumulando e as bactérias vão se proliferando ao redor, dando origem a acne”, explica a médica dermatologista.

A acne se forma através do surgimento de cravos e espinhas, que são responsáveis pelo início do processo inflamatório, dando forma as lesões de acne. Essas lesões surgem comumente no rosto, nas costas e no colo.


O que é acne?
O que causa acne?

O que causa acne?

A acne pode surgir por diversos fatores, a princípio ela surge por conta das obstrução dos poros, que não conseguem eliminar as impurezas liberadas pelas glândulas sebáceas e acabam atraindo bactérias, ocasionando na inflamação dos folículos pilosos. Outras causas podem contribuir para o surgimento da acne, como alteração hormonal, uso de produtos de cuidados com a pele não indicados para seu tipo de pele e uso excessivo de medicamentos, como corticoides. Deve ser tratado com ajuda de um dermatologista para poder investigar as causas do surgimento da acne e indicar o tratamento correto, de acordo com sua necessidade.

Quais os sintomas da acne?


Como é comum surgir durante o período de puberdade, alguns sintomas podem ser identificados antes do aparecimento das lesões de acne no rosto e em parte do corpo. O hormônios produzidos por órgãos reprodutores femininos e masculinos (ovários e testículos), são os responsáveis pelo surgimento da acne no período de puberdade, uma vez que nessa fase eles são responsáveis por ativar o funcionamento das glândulas sebáceas que são mais presentes no rosto, colo e costas. Por isso, ao nascer um pequeno cravo ou espinha, é necessário ter muito cuidado, evitando espreme-las para não ocasionar uma acne inflamada.

Na fase adulta, a acne surge por descontrole hormonal ou predisposição genética e geralmente, as lesões de acne são mais graves, interferindo na qualidade de vida e também precisa estética. Nesse caso, acaba necessitando de tratamentos com uso de antibióticos e retinóides.


Tipos de acne


Como a acne pode ocasionar diversos tipos de lesões, desde o mais leve até o mais grave, ela pode ser identificada por alguns tipos de lesões, com diferentes graus. Para você poder entender melhor qual a gravidade de cada lesão ocasionada pela acne, a médica dermatologista Dra. Marcele Trindade explica como são e quais suas características.



Acne grau 1: comedogênica

Esse tipo de acne costuma ser mais leve e pode ser tratado apenas com uma boa rotina de skincare, é o que explica a médica dermatologista, Dra. Marcele Trindade: “A acne pode ser classificada em acne grau um ou acne comedogênica, quando não é inflamatória. Esses são aqueles cravinhos que geralmente começam na puberdade, quando o paciente tem mais ou menos uns treze ou catorze anos. Esse tipo de acne comete nariz, o queixo e a bochecha”.


Acne grau 1: comedogênica
Acne grau 2: papulosa

Acne grau 2: papulosa

Esse tipo de acne costuma ser levemente inflamada e com pigmentação mais avermelhada. “Acne em grau dois já é aquela acne papulosa, que é a acne que a gente já vê secreção. Esse tipo de acne também já recebe o nome de espinha. A acne de grau dois tende a ser mais arredondada, avermelhada e pode ser dolorosa, já que se trata de um tipo de acne que tem a característica de uma inflamação”, explica a Dra. Marcele.


Acne grau 3: nodular

Conhecida por ter pus em sua parte interna, a acne nodular costuma surgir no rosto, inflamada e causando dores na região. “A Acne grau três pode ser conhecida como acne nodular ou nódulo cística. Essas acnes são maiores e muitas vezes elas não tem nem a questão purulenta em si, mas parecem grandes nódulos na face. Por se tratar de grandes nódulos essas acnes podem até se tornar cicatrizes”, completa a dermatologista.


Acne grau 3: nodular
Acne grau 4: conglobata

Acne grau 4: conglobata

“A acne de grau quatro é aquela acne chamada de acne conglobata. Esse tipo de acne forma grandes abscessos e fístulas na pele, que acabam deformando a pele do rosto. Esse tipo de acne é considerada mais grave, onde já tem indicação do uso de medicações mais fortes e medicações via oral. A partir da acne grau três já existe indicação de uso de medicações por via oral, como antibióticos e medicações derivadas da vitamina A, como a isotretinoína”, esclarece a Dra. Marcele Trindade. Esse tipo de acne também é responsável por deixar cicatrizes mais profundas na pele.


Acne fulminante

“A acne fulminante, que é uma forma rara mas é uma forma de acne. Ela é caracterizada por ser aquela acne com nódulo e com secreção. Além disso, o paciente também tem outros sintomas, como dor nas articulações e mal-estar. Esse tipo de acne é mais comum em homens e pode aparecer não só na face, como nas costas, na região peitoral também. Nesse caso, geralmente é indicado tratamento com remédios orais”, comenta a Dra. Marcele.


Acne fulminante

Como tratar a acne?


O tratamento para acne varia muito de acordo com o grau da lesão na pele. “Acne grau um e grau dois podem ser tratadas de forma tópica, fazendo a sua rotina de skincare correta e utilizando ácidos para poder controlar a oleosidade da pele. A partir da acnes grau dois que não melhoram, são recomendados ácidos tópicos, cremes ou pomada, sendo indicado o uso de antibiótico oral”, explica a dermatologista membra da Sociedade Brasileira de Dermatologia do Rio de Janeiro.


Quais ativos são recomendados para tratar a acne?


Alguns ativos ajudam muito no combate a cravos e espinhas e ajudam a reduzir a acne do rosto, bem como as manchas deixadas pelas lesões também. Ativos como vitamina C, niacinamida, ácido salicílico, ácido glicólico e ácido hialurônico são super bem-vindos na rotina de skincare, ajudando a diminuir a indesejadas lesões de acne na pele

  • Ácido Salicílico: é um dos ativos mais queridinhos no tratamento de cravos e espinhas. Esse ativo tem ação cicatrizante, uma vez que promove a renovação celular na pele, evitando que ocorra a obstrução dos poros. Além disso, ajuda também no controle da oleosidade.
  • Ácido Hialurônico: responsável pela retenção de água e a manter a pele hidratada, esse ativo é produzido naturalmente pelo organismo, mas com o passar do tempo pode acabar diminuindo a sua concentração na pele. Em peles acneicas, ele ajuda a manter a cútis hidratada, evitando a produção exacerbada de sebo pelas glândulas sebáceas.
  • Vitamina C: com propriedades antioxidantes, esse ativo atua na inibição da formação de radicais livres, evitando o estímulo da produção de melanina. Em pele com tendência a acne, acaba sendo indispensável no tratamento, já que evita a formação de manchas de acne.
  • Niacinamida: atua no controle da oleosidade e ainda contém propriedades antioxidantes, ajudando na desintoxicação das lesões causada pela acne.

Qual é o melhor sabonete para acne?


Um bom sabonete para acne deve conter propriedades anti oleosidade e ainda atuar na limpeza do poros, de modo que os deixem desobstruídos. Ao escolher um sabonete para pele com acne, fique atenta aos ativos presentes em sua formulação e se é recomendado para pele oleosa, desta forma você terá um tratamento eficaz.

O gel de limpeza é sempre uma boa opção para limpar a pele oleosa e evitar a formação de novas lesões, uma vez que ele possui a textura mais emoliente, penetrando melhor na epiderme e atuando na limpeza mais profunda, como nos folículos pilosos.

O Gel de Limpeza Antiacne atua no controle da oleosidade e limpa a pele de forma purificante, eliminando até 99% das bactérias. Com ativos de Vitamina C e Ácido Salicílico presentes em sua composição, ele contém eficácia clínica comprovada, deixando a pele uniforme e matificada.


O que é bom para acabar com a acne?


O combate a acne começa com os cuidados diários com a pele, com rotina de skincare especial para pele oleosa, contendo ativos que ajudam a eliminar a oleosidade e a diminuir a inflamação das lesões. Por ser uma condição hormonal ou genética, não há uma cura para a situação, mas sim, tratamentos com acompanhamento dermatológico que incluem o uso de cremes, pomadas e medicação oral.


Pode espremer a acne?


Não é recomendado. Ao espremer uma espinha ou cravo, você pode piorar a situação, já que micro organismos podem invadir a área afetada e causar inflamações mais graves, deixando a acne ainda mais inflamada. O melhor é tratar a lesão e usar pomada secativa, aliado do uso de produtos que ajudam a cicatrizar a pele.


O que fazer para não ter acne?


A princípio, manter uma rotina de cuidados com a pele ajuda muito na diminuição do surgimento de acne, uma vez que estará controlando a oleosidade, mantendo a pele hidratada e evitando que os poros fiquem obstruídos. A alimentação também contribui muito para que não ocorra o surgimento de espinha, uma vez que alimentos saturados e ricos em gorduras podem contribuir para o aparecimento de lesões.

Mantenha uma dieta equilibrada, fazendo a ingestão de alimentos que tenham nutrientes e vitaminas, além de aliar a ingestão de água, evitando que a pele fique desidratada.


Como tratar as manchas causadas pela acne?


As manchas de acne é uma queixa muito presente de quem sofre as lesões inflamadas, mexendo na auto estima e contribuindo para que a pele fique marcada. As manchas de acne podem ser tratadas e até mesmo evitadas, quando é usado ativos que ajudam na uniformização da pele e renovação celular.

Em seu kit de skincare, tenha sempre uma loção esfoliante para poder remover as células mortas da pele e estimular a renovação celular. O 3 em 1 Limpeza Facial Diária é um esfoliante leve, enriquecido com Ácido Salicílico e Vitamina C, contribuindo para a diminuição da oleosidade, na redução de manchas de acne e uniformização da pele.

Já no tratamento direto das manchas de acne, é recomendado o uso de produtos que tenham alta concentração de ativos que estimulam a uniformização da pele. O Sérum Booster Antiacne foi desenvolvido com 4% de concentração de Ácido Salicílico, Vitamina C, Niacinamida e AHA, tendo eficácia clínica comprovada, agindo no combate a acne e reduzindo as marcas de expressão da face. Por ter a textura em sérum, ele é melhor absorvido na pele, penetrando melhor na barreira protetora da pele.